sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

''Vou sair para ver o mar e me perder entre os labirintos (...) Vou te procurar entre as estrelas e os satélites distraídos..." CFA




"Comprovei que, quase tudo o que já foi
escrito sobre o amor... é verdadeiro.
Shakespeare disse: as viagens terminam
com o encontro dos apaixonados.
Que idéia mais extraordinária!
Pessoalmente, nunca experimentei nada,
ou algo parecido.
Mas estou convencida de que Shakespeare, tenha.


Suponho que penso no amor mais do que deveria.
Admira-me constantemente seu poder
esmagador de alterar e definir nossas vidas.
Também foi Shakespeare quem disse que o amor é cego.
Pois bem, estou segura de que isso é verdade.


Para algumas pessoas, de forma
Inexplicável o amor se apaga.
Para outras, o amor singelamente se vai.
Mas é claro, o amor também pode existir,
mesmo que só por uma noite.
No entanto, existe outra classe de amor mais cruel.
Aquele que, praticamente mata suas vítimas.
Chama-se "amor não correspondido"
e nesse tipo... sou experiente.


A maioria das histórias de amor
falam de pessoas que se apaixonam entre si.
Mas o que acontece com os demais?
E as nossas histórias?
Aquelas que nos apaixonamos?
Somos vítimas de uma aventura unilateral.
Somos os amaldiçoados dos seres queridos.
Os seres não queridos.
Os feridos que se valem por si mesmos.
Os incapacitados sem estacionamento reservado
(...)


Sim, vocês verão uma destas pessoas."

- Trecho do filme "O Amor não tira Férias"


Pra mim o amor nunca se acaba, apenas esfria, 
se esconde num cantinho bem profundo do coração, 
para não mais machucar, 
aqueles que não foram contemplados
  em ter o ''seu amor" do seu lado.

2 comentários:

Priscilla Cavazzotto disse...

Que lindo!
Beijos meus

Jéssica disse...

Oii querida.
Gostei do seu blog.
Visite o meu:
http://xxx-memories-xxx.blogspot.com/
Se gostar pode seguir, serás bem vinda lá.

Beijoos ♥

Postar um comentário

Faça um Blogueiro feliz, comente! rsrs ♥
Obrigado amores pelo carinho sempre constante.