quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Um dia me vi assim... sendo protagonista da sua vida!


Um dia, acordei com essa gripe dos infernos. Daquelas que te pegam e te derrubam na cama. Tive que ficar em casa o dia inteiro espirrando e tomando xarope. Lá pras 18h, o telefone tocou. Era meu namorado. Eu tinha esquecido totalmente que era dia dele vir aqui em casa e esqueci de avisá-lo da gripe.
— Desculpa, amor. Mas eu acho melhor você não vir hoje. Eu tô um caco, sabe? Só vou servir pra te passar gripe e espirrar em ti.
— Você tem certeza?
Na verdade eu queria muito ele aqui. Mas pra quê sacrificá-lo só por egoísmo meu?
— Absoluta. Vai fazer coisas divertidas, sei lá. Joga video game, engravida alguém, arranja uma nova namorada, porque a sua está meio defeituosa.
Todos tinham saído de casa e eu tinha a sensação de que um rolo compressor tinha passado em cima de mim. Eu estava na cama, abraçada com um travesseiro, assistindo algum programa que eu nem ligava em saber qual era.Então a campainha tocou. E quando abri a porta, eu quase esqueci de estar doente e pulei nos braços dele. 
Apontei para as sacolas que estavam na sua mão. — O que é tudo isso?
— Bom… — ele parecia envergonhado — eu meio que pesquisei na internet algo bom pra gripe e vi essa tal sopa…. então comprei os ingredientes, eu sei que você vai chiar, mas você vai ter tomar, amor.  Daí eu passei na farmácia no caminho e pedi pra separarem alguns remédios. Acho que exagerei. 
 Você vai fazer sopa pra mim? — Eu não conseguia tirar o sorriso do meu rosto. Parecia que ele tinha dito “vou salvar o mundo”, “trouxe a paz mundial”, “encontrei a cura para o câncer”.
— É… você só precisa me mostrar como liga o fogão. — ele tentou segurar o riso.
Eu estava sentada, observando ele se atrapalhar com os ingredientes e resolvendo colocar tudo dentro da panela. Quando não resisti e soltei.
— Porque você veio?
— Porque eu tinha que vir.
— Não… você não tinha. Eu te deixei livre pra fazer outra coisa, deixei claro que você não precisava vir. E mesmo assim você está aqui. Porque? Não é como se eu fosse ficar com raiva. Ter que cuidar de uma doentinha não é algo legal de se fazer.
Ele estava olhando pra panela enquanto falava — Na saúde e na doença.
Bufei. — Isso são votos de casamento amor. A gente não é casado.
— Ainda. Mas eu tenho que começar desde cedo, né? Ir logo me preparando.
E então, eu soube. Não eram grandes feitos, gigantescas declarações de amor, flores ou surpresas inesperadas que demonstrava realmente o que uma pessoa sentia pela outra. Eram coisas simples, bobas. Como fazer uma sopa, por exemplo. Como cuidar do outro, quando está doente. Ficar do lado, segurar a mão quando ele estiver com medo, abraçar quando sentir frio. São esses pequenos detalhes que fazem toda a diferença.
E quando ele tocou a campainha da minha casa, era a forma mais pura e verdadeira que ele podia, de dizer um “eu te amo” pra mim.
sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Aviso aos homens!



Homem é a coisa mais deliciosa que Deus já criou… com uma série de defeitos, não posso negar, mas o troço é tão bom que a gente até releva e vai passando por cima das mancadas…
No coração ninguém manda e podemos amá-los com as mais variadas personalidades, mas algumas características deveriam ser comum à todos.
Homem tem que ser seguro de si, tem que saber tomar iniciativa, ser cavalheiro, gentil e tratar uma mulher como os antigos padrões definiram… com cuidado, paciência e carinho… essa história de que a mulher alcançou a sua independência sexual, emocional e financeira é bem bonitinha e sem dúvida faz bem, mas está longe de compensar a necessidade que temos de um homem que nos trate com aquele denguinho que a gente adora… hummm!
Homem precisa ter auto-confiança e uma auto-estima bem construída… ajuda na conquista e deixa a mulher segura, mas atenção para uma observação muito, muito, muito importante… um homem não deve ficar fazendo “propaganda” de si mesmo… a mulher deve perceber, sutilmente, sem que haja exibicionismos excessivos… aí é broxante! E é sobre isso que quero fazer algumas considerações.
Homem que fica falando o tempo todo de si mesmo, não tem tempo para perceber e dar atenção à mulher que está ao seu lado.
Homem que faz questão de “mostrar” que é bom de cama, fica patético… se ele for bom mesmo, não precisará de esforço nenhum para provar isso.
Homem que vem com aquela conversinha de “cuidado para não se apaixonar”, beira o ridículo…
Homem que fica enumerando suas qualidades para uma mulher, perde grandes chances de te-la.
Homem que acha que sempre está certo e conserva atitudes machistas, é irritante e cansativo.
Homem, não precisa ficar falando com palavras difíceis ou dizendo que lê filósofos alemães para mostrar que é inteligente e culto… inteligência vai muito além disso.
Homem que leva mais tempo se olhando no espelho e cultuando o próprio corpo, não merece uma mulher quente e cheia de disposição… deixa que a gente elogia, aperta e olha para esse corpinho sarado, bobinho!
Homem que não observa atentamente os sinais de uma mulher, dificilmente, poderá conquista-la ou mantê-la por muito tempo.
Homem que precisa fingir maturidade, torna-se ainda mais infantil.
Homem que não aceita o “não” de uma mulher e toma atitudes nojentas de tentar atingi-la com o ódio cultivado pela sua incapacidade de conquista-la, é digno de pena… e de um encaminhamento para algum centro psiquiátrico!
Homem que trata uma mulher com grosseria, seja através de palavras ou gestos… está longe de entender o que é educação, gentileza e respeito.
Essas observações que pontuei, não são defeitos que pertencem aos homens, são adquiridos por alguns… e essa não é uma questão de gênero, mas de personalidade.
Eles tem defeitos, sim… assim como nós… bom… quer dizer, a gente tem beeem menos, né? Mas temos!
Brincadeiras à parte, acho feio mesmo é a forma artificial que algumas pessoas usam para se mostrar ao outro… mostre o que você é, independente de como seja… não há outra forma de ser amado verdadeiramente.
Portanto, meninos e meninas, a melhor receita para conquistar alguém é a naturalidade.
Então… deixa acontecer naturalmente!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Cumplicidade...


“Talvez eu não perceba, mas devo ter conseguido coisas boas daquele amor. Ele era engraçado. Ele era esquisito. Ele dizia que eu era linda. E me fazia ter coragem. Ou melhor: fazia-me ver a coragem que há em mim.”



Fernanda Young
segunda-feira, 17 de outubro de 2011

TPM - TRANSTORNO PSICÓTICO MENSAL



Venho homenagear a mulher doce e gentil, que esmurra a porta do vizinho por causa de uma música um tanto mais alta.
Aquela bem resolvida, que chora rios de lágrimas porque o cabelo esta péssimo devido a uma chuva fininha, (mesmo sabendo que ele não vai enrolar por causa da progressiva)
Aquela mulher fina e educada, que se transforma em um congestionamento, xingando, berrando e buzinando.
Pra aquela que, mesmo tendo o corpo desenhado, acorda se sentindo com 100 quilos.
Tem também aquela comedida, silenciosa que quando surpreende alguém a olhando mais demoradamente pergunta irada - o que foi?
Ou quem sabe a super ativa, que hoje preferiu ficar em casa, deitada (chorando sem motivo).
Tudo fica maior, mais intenso e mais "dramático" nesse período.

"Por isso não provoque é cor de rosa choque."

Renata Fagundes
quarta-feira, 12 de outubro de 2011

...



"Resolvi me afastar, e agora estou tentando tirar da cabeça. Não estou conseguindo. Estava muito apaixonado. Acho que nunca tanto. Não consigo mais aceitar relações pela metade. Em outras palavras, raspas e restos não me interessam."
                                                                                                                                       Caio Fernando Abreu
terça-feira, 4 de outubro de 2011

Não sou nem trouxa e nem burra de acreditar no amor que você diz sentir por mim!



Sabe essa garota que tá dançando lá na pista e você tá babando por ela, amigo? Minha ex namorada. Faz uns três meses que eu terminei com ela. Eu a traí todos os dias. E quando ela dizia que me amava eu ria.
Sabe essas roupas coladas e esse cabelo pro lado que ela tá usando aí? Ela costumava usar uma camiseta rosa e um shorts, com o cabelo preso pra trás. Mas ela não conseguia ficar feia, eu só não sei porque nunca a disse isso. 
Ela era louca por mim. Me mandava mensagem de bom dia, depois me lembrava de amarrar os cadarços que eu sempre esquecia, colocava sempre na minha agenda os horários do meu dentista e sabe como eu retribuía? Vinha aqui zoar com meus amigos e ficar com umas que passassem de cabelo pro lado e roupa colada, assim, como ela tá hoje. 
Ela cuidava de mim todo fim da noite, mesmo que eu passasse o dia inteiro ignorando ela… Ela ainda ia lá, dizer que os anjos dela iam cuidar de mim. 
Era a garota mais grudenta, ciumenta, complicada e estranha que eu já tinha conhecido. 
Eu gostava mesmo era dessas aí, de ficar uma noite e me darem o telefone errado. 
Aí eu terminei com ela. Falei que ela era trouxa e burra por acreditar em mim. Dois dias depois, eu vi uma foto dela e chorei. 
Três dias depois, eu liguei pro celular dela e ela não atendeu. 
Quatro dias depois, eu fui na casa dela e ela disse que tava ocupada pra falar comigo. 
Cinco dias depois, eu não tive vontade de sair. 
No sexto, sétimo e no resto dos meses eu sentia falta dela todos os dias. 
Até que me puxaram pra uma balada, a mesma que eu ia pra ficar com essas meninas que não querem saber de mais nada a não ser delas mesmas e a encontrei aqui. 
Linda. Os olhos dela brilhavam. 
Eu fui falar com ela e ela ficou comigo. 
Achei que, dessa vez, eu podia tê-la nas mãos de novo, mas dessa vez, pra valorizá-la. 
Pedi seu número do celular novo e ela me deu. 
Liguei no dia seguinte e a moça da padaria atendeu: Número errado. 
Chorei. De saudade. Arrependimento. Receio. 
E de saber que a garota que eu ria, se tornou na garota que ria de mim. 
Pior, a garota que era minha, agora tinha um tanto de caras querendo ser dela e ela querendo aproveitar o tempo que perdeu. 
Eu fiz a garota dos meus sonhos ser o sonho de todos os garotos por aí. 
Eu a perdi. 
E sabe o que ela me falou no começo da festa? 
Que ela não era trouxa e nem burra de acreditar no amor que eu dizia sentir por ela. 
E sabe o que dói? 
Vê-lá dançando, rindo e não se preocupou em nenhum momento em olhar pra cá, me ver babando por ela e chorando por nunca ter percebido o quanto ela era importante pra mim, antes.
domingo, 2 de outubro de 2011

Mande, não peça!



Mande, faça, tome a iniciativa, mas não me peça nada. Vou continuar dizendo NÃO, para parecer menos culpada de me envolver em algo que sei o quanto é arriscado.
Roube todos e quantos beijos quiser, mas não peça.
Me puxe pela mão, me abrace forte e demoradamente… se eu resistir, continue me segurando com força… certamente, irei ceder.
Não leve tão a sério as minhas recusas, se você souber ler os meus olhos, verá que eles dizem outra coisa.
Ordene, não peça! Todas as vezes que eu perceber que a responsabilidade está comigo, vou escapar.
Diga o que quer, me faça atender os seus pedidos, seja forte, seguro, mas não deixe de ser dócil e carinhoso.
Finja aceitar quando eu digo que vou embora, mas me siga e me traga de volta.
Ignore os meus protestos de que você precisa se manter longe de mim, que você só vai me trazer problemas ou que entre nós não pode haver nada… nenhum desses meus argumentos tem força suficiente para impedir um beijo seu.
Perceba que não fico imune à sua presença! Por mais que eu tente disfarçar, você me perturba e me tira a concentração… aproveite essa prerrogativa!
Mande que eu fique e eu vou ficar.
Mande que eu me entregue e eu vou me entregar.
Mande nas minhas vontades… ordene que o meu desejo seja libertado das minhas regras de conduta.
Mande e eu vou obedecer!


Você vai acreditar que estou seguindo ordens, mas na verdade isso é apenas um pretexto para me entregar à você.
domingo, 25 de setembro de 2011

Assinado: O ex namorado da garota mais perfeita do mundo.




Ele: Tô precisando do e-mail do seu namorado.
Ela: Pra que?
Ele: Quero me certificar que ele vai cuidar bem de você. Vou mandar umas palavras pra ele, porque se eu falar pessoalmente é perigoso eu fazer besteira.               
Caro “novo namorado”,
 Eu sei, eu sei, você deve está surpreso e com uma cara de idiota e querendo ficar bravinho, mas relaxa porque estou em missão de paz. Eu fui um estúpido com ela, confesso. Mas isso não vem ao caso, eu quero que você seja um bom garoto e a faça feliz. Com o tempo você vai conhecendo as manias dela, mas não custa nada eu facilitar pra você. Ela é teimosa, e se misturar com o orgulho, ela fica doente e ninguém desconfia. Então se ela der algum sinal de dor ou incômodo, a obrigue a tomar remédio. Ela adora vídeo game e entende de futebol, então treine bastante antes de encarar alguma disputa com ela, se não vai ficar feio pra você. Ela adora passear, andar por andar e tomar um sorvete. Mande flores e sempre a surpreenda, os olhos dela brilham com gestos pequenos e românticos. Não fique esperando ela correr atrás de você, porque ela não vai, ela gosta de demonstração de saudade. Fale coisas legais e românticas, a ponto de deixá-la sem graça. Ela fica linda quando fica sem graça, toda tímida e não sabe para onde olhar, e quando você menos espera ela faz um bico lindo. Abrace-a forte, passe segurança, demonstre que ela é única e nada dessa balela de especial. Mande sms sempre, até para perguntar o que ela almoçou, cuide até quando estiver longe. Se algo deixá-la triste não se afaste, nem se ela pedir, proteja e mostre que ela não está sozinha. Ela adora roupa curta, não se incomode muito com isso, porque se ela está com você, considere-se um cara de sorte, não é pra qualquer um. No meio de uma conversa boba, fale que a ama do nada e a beije logo em seguida. E se caso ela fique emburrada de repente, a pressione, até ela contar, porque ela sempre vai insistir em dizer que “não é nada”, depois a encha de carinho e a faça rir. Não coma bacon na frente dela, se não… prepare-se para ouvir. Ela não sabe cozinhar, mas ama pizza. O sorriso dela é perfeito, com isso, não a faça parar de sorrir, faça ela feliz e cuide bem. Faça da sua felicidade a dela, porque ela vai fazer o mesmo por você. E não esquece que você é um cara de sorte, mas pode ser um cara morto se machucar ela.


Assinado: O ex namorado da garota mais perfeita do mundo.
— Fernando Engelberg
sábado, 24 de setembro de 2011

Onde você encontrou o meu manual? Como conseguiu decorar o capítulo onde ensina como me tirar arrepios?

“Estremecerei de susto até dormir,e no entanto é tudo tão pequeno. 
Para o desejo do meu coração, o mar é uma gota.” (Adélia Prado)



Eu não te amo não… a repetição da negativa, é para que isso fique bem claro. Não te amo nem um pingo, nem em dias de chuva e nem ouvindo John Mayer ou Bethânia… não te amo mesmo… e isso pode ser tratado como uma anomalia, no meu caso que sou toda e completamente coração. Eu te desejo sim! 
Desejo como nunca desejei nem a quem amava com a minha mais desastrosa intensidade. Desejo com as minhas mãos, pernas, braços… com todos os pedaços do meu corpo. Desejo essa voz rouca que me sussurra em ligações telefônicas, intermináveis e repentinas, palavras que me fazem tremer inteira. Desejo tudo aquilo que imagino quando fecho os olhos e penso em você e posso garantir que tirava péssimas notas em física, mas ninguém ganha de mim na imaginação rápida e detalhista. 
Quando estamos juntos, desejo que o seu abraço seja infinito… que as luzes se apaguem, que o mundo desapareça e que sejamos só nós dois, preenchendo todos os espaços com os nossos gritos, gemidos e sussurros… Odeio e enlouqueço com essa capacidade que você tem de me tirar do sério, das regras, da razão. 
Me abraça, me aperta, encosta os lábios no meu pescoço e depois vai embora, me dando só um selinho, enquanto eu queria beber a tua boca inteira. Onde você encontrou o meu manual? Como conseguiu decorar o capítulo onde ensina como me tirar arrepios? 
Tem uma maneira protetora e egoísta de me tratar, como se no momento em que estamos perto um do outro, ninguém mais pudesse se aproximar de mim. Tem uma auto-confiança que me faz querer estar, totalmente, entregue à você. Respira sensualidade e não esconde os pensamentos pecaminosos que te rondam, enquanto me dá um sorriso, meio de canto de boca. 
Me trata com um cuidado especial e isso faz parte da experiência de quem sabe tratar uma mulher, como ela gosta… sabe confundir, sabe cuidar e ser carinhoso, sabe o que dizer, como dizer e onde dizer… sabe não ser friamente direto, mostrando que sente apenas tesão. 
Sabe que eu fujo e vou continuar fugindo… mas sabe que eu não quero abrir mão da sua insistência. Não posso ficar sem o seu cheiro. A diária iminência do “quando”, me persegue… quando terei um beijo seu, quando terei o seu corpo, quando serei sua, quando matarei todas as minhas vontades, quando essa fome vai passar… quando devo esquecer toda essa loucura, quando devo recuar? Quando? 
Não, eu não te amo não… dessa vez, nego três vezes… só não nego o que não pode ser disfarçado, nem escondido, nem negado: eu amo desejar você! Adoro seu olhar meio quebrado direcionado pra mim… é como se você me dissesse através dele, tudo o que poderíamos estar fazendo naquele momento em que conversamos amenidades e fingimos interesse em outros assuntos… quando na verdade, só temos interesse em nós dois.
segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Se o amor tem um preço, é este:


 " ...amar vinte quatro horas por dia, sete dias por semana. Amar cem por cento. Amar por inteiro. Infinito. Sem data de validade ou prazo pra expirar. Dar sem garantias de receber nada em troca. Apostar todas as suas fichas. Ser todo. Se o amor tem um preço, um jeito, uma forma, uma fórmula. Se o amor tem jeito. Eu não sei. 

Eu não sou fácil, não me vendo, não aceito migalhas, não gosto de metades. Sou um império do bem e do mal. Sou erótica, sou neurótica. Sou boa, sou má. Sou biscoito de polvilho. Açúcar, sal, mousse de maracujá. Só não sou um brinquedinho. Que alguém joga no canto do quarto quando não quer mais brincar. Sou um pacote. Uma mala. Sou difícil de carregar."


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Tenho coração, não CPU.



"Não vou me vestir de insignificâncias só pra mostrar pro mundo que sou melhor ou pior. Não me escondo da vida, me mostro pra ela com leveza e verdade. Quero tocar no coração das pessoas, com as mãos. Quero massagens de simplicidade na alma. Quero cócegas, quero mais do que esse mundo irreal tem pra oferecer. Eu sou inteira e ao mesmo tempo tão limitada. Não me comporto bem diante do que não me toca, daquilo que não me faz desatinar. Eu preciso ser ouvida, eu gosto de ouvir. Gosto da conexão entre o toque e o abraço. Web cam? Pra quê? Não quero ver o superficial. Ele não me prende, não fascina. Eu gosto de olhar o que tem por dentro das retinas. Tenho coração, não CPU."



Ju Fuzetto, do Blog
  
terça-feira, 13 de setembro de 2011

“A vida tem sons que pra gente ouvir, precisa aprender a começar de novo… é como tocar o mesmo violão e nele compor uma nova canção…”




Tanto tempo me escondendo atrás de teorias e argumentos que justificassem a minha inércia em arriscar viver novas emoções. Tanta preguiça de começar tudo de novo… tantas mágoas que ainda restavam do último amor e que me fizeram perder a fé nos relacionamentos. Tantos momentos felizes em que não tive ninguém para abraçar e comemorar comigo. Tantas noites que precisei de um ombro e de um olhar que me entendesse, mas eu estava sozinha… cultivando o medo de amar. Não me cobrei… esperei! Era hora de priorizar as minhas vontades. Senti que eu precisava passar por aquela fase, para amadurecer e me tornar melhor. Estive só, mas muito bem acompanhada de mim mesma… essa felicidade individual, fez parte de um longo e construtivo processo de auto-conhecimento, fundamental para qualquer recomeço. A espera agora terminou. Estou pronta! Pronta para acreditar novamente no amor e na verdade dos sentimentos. Pronta para perder o fôlego por alguns instantes, ao invés de estar sempre respirando na mesma freqüência. Quero um gráfico coronário com picos de oscilação, onde possa ser diagnosticada a presença de algo que cause sobressaltos felizes. Estou pronta para ter alguém que também queira ser meu… que eu não precise estar com ele, perguntando: por “quem” você não fica até o dia seguinte?… quero ter certeza que somos dois inteiros, sem precisar de presenças complementares. Agora consigo acreditar que é possível viver um novo e grande amor, agora recuperei a ingenuidade permitida que me foi roubada… e a falta dela, me tornou alguém sem confiança nas pessoas. Já não tenho receio em compartilhar a minha vida, as minhas coisas… livros, músicas, segredos, sonhos e desejos… estou liberta de qualquer recordação ruim que me impedia de ser feliz. Estou plena, serena e certa de que posso construir a minha própria história de amor, sem achar que as paixões verdadeiras, só existem nos romances dos livros e filmes. Estou preparada e apesar disso, sem pressa… depois do muito que já esperei, nenhuma demora me fará desertar.
Juntei os meus pedaços, me despi do medo e estou aqui… pronta para amar mais uma vez.
“Ah coração! Se apronta pra recomeçar…”
sexta-feira, 9 de setembro de 2011

"Você faz meu coração disparar, aponto dele querer sair do meu peito, para te abraçar!" Maxwell Siqueira



”Apaixone-se por alguém que te curte, que te espere, que te compreenda mesmo na loucura; por alguém que te ajude, que te guie, que seja teu apoio, tua esperança. Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você. Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; ou pela idéia de estar apaixonado.”


Tati Bernardi
quinta-feira, 8 de setembro de 2011

"Eu estava aqui o tempo todo, só você não viu." Pitty



Quero saber o que dizer no momento e na situação que você precisa. Quero ser a companheira, a confidente, a parceira e a melhor das suas histórias. Quero ter o cheiro que te atrai, o abraço que você mais deseja, o sorriso que você quer ver ao acordar e a mão que você quer segurar ao caminhar na rua. Quero te encantar com besteiras… frases feitas, segredos de liquidificador ou uma dança meio sensual e desajeitada depois de algumas taças de vinho. Quero saber a hora certa para ligar e fazer o seu dia melhor com alguma frase que te faça sorrir. Quero ser o sexo mais enlouquecedor… aquele que te desperta as sensações mais arrepiantes e inesquecíveis. Quero descobrir os seus desejos mais secretos e fazer parte da realização deles. Quero estar presente nos seus dias de sol, nas horas tristes, nas vitórias, nos fracassos e na rotina… mostrando que te amo em qualquer situação. Quero entender esse seu olhar que as vezes é terno e as vezes é tão distante. Quero te absorver por inteiro, sem te sufocar. Quero fazer de você o homem mais feliz do mundo, pois ao seu lado ninguém tem mais felicidade do que eu. Quero te mostrar que é possível… que somos, completamente, compatíveis. Quero segundos, minutos e horas perto de você… sem dizer nada, sem fazer nada… só estar ali, sentindo que não há nenhum outro lugar melhor que ao seu lado. Quero adivinhar os seus pensamentos quando você passa a mão na nuca, fecha os olhos e respira de uma forma leve. Quero tantas coisas e em todas elas, quero a sua presença. Quero não te querer tanto, mas então não seria o amor mais completo que já senti. Quero saber o que faz agora, enquanto penso em você o tempo inteiro. Quero ter o poder de invadir os seus pensamentos e te causar uma vontade incontrolável de estar comigo. Quero o tudo, o todo… quero você sem limites ou censuras. 
Quero! E para conseguir, bastaria um único e decisivo detalhe: Você me querer.
quarta-feira, 7 de setembro de 2011

É que quando se deseja muito uma coisa, você espera… Espera o tempo que for.





Acho que eu nunca disse o quanto eu gostava das tuas implicâncias. Das tuas brincadeiras bobas. De quando você puxava meu cabelo e eu saía louca atrás de você pra te dar uma chinelada. 
Das vezes que você chegava por trás e me matava de susto. Acho que eu nunca enfatizei o quanto você era - e é - especial para mim. E até as tuas manias, bagunças e desorganização me agradam. 
E olha, meu amor, eu te conheço como ninguém. Sei que você não come hambúrguer, ama batata frita e detesta açaí. Sei que você é sensível, apesar de fazer pose de machão, e adora receber um cafuné durante a madrugada.
Sei que você finge não se importar, mas no fundo, se importa pra caralho. Mas olha, meu anjo, você também me conhece de maneira que ninguém antes conheceu. 
Você sabe que eu choro a noite quando você não está, e que eu não durmo quando brigamos. Você sabe que não existe nada mais importante do que você, para mim. Você sabe que sou frágil, mas viro uma fera se precisar te defender. Sabe que meu coração acelera só de ouvir teu nome e, quando vejo teu sorriso, chega a me faltar o ar. 
Você sabe também que, independente do tempo, dos dias, e até da eternidade, eu serei pra sempre sua e isso nunca vai mudar.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Tentando ser feliz, mais de uma forma mais realista.




"A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos. Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis. Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas. E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.
Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão. Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista."

Mário Quintana
domingo, 4 de setembro de 2011

Enquanto eu ainda respirar irei te fazer feliz.


   

Daqui a 5, 10 ou até mesmo 20 anos quando eu acordar cedo e ver você do meu lado, vou saber que valeu a pena cada esforço feito, cada palavra dita com carinho, cada lágrima derramada, cada sorriso, cada promessa que fora feita, cada abraço, que pareciam intermináveis,cada dança, cada carinho e cada beijo, vou saber que tudo valeu a pena. E irei fechar meus olhos e agradecer a Deus por eu acordar com a pessoa que eu mais amo do meu lado. Não se assuste se ao acordar, e ao olhar pra mim ver algumas lágrimas em meus olhos, mais é por que eu não consegui conter tanta alegria que estava presa em meu coração, me abrace, fique deitada ainda mais alguns minutos, algumas horas, e vamos sorrir de alegria por saber que o que tanto sonhávamos um dia, se tornou nossa realidade, e que a promessa que um dia eu te fiz, que ‘enquanto eu ainda respirar irei te fazer feliz’ , ainda esta viva, e que, o que um dia eu mais sonhei, mas desejei ter em meus braços estava enfim comigo.

Júnior Araújo
quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Vamos combinar o seguinte:




Eu vou até aí e te roubo dos seus pais, pra começar. Depois nós vamos comprar algumas roupas novas e ir direto pro aeroporto. Praia. O meu sonho é andar de mãos dadas com você e a maré massageando nossos pés. Mais tarde vamos ir a um restaurante de frutos do mar, vai ser engraçado. No outro dia bem cedinho pegamos o avião e vamos pra um lugar bem frio. Esquiar sempre foi um sonho de infânciae eu quero realiza-lo do seu lado. Vamos dormir com milhares de cobertores e andar pela casa com os mesmos, é uma mania besta né? Enfim. Quero conhecer a América Latina inteirinha, México, Cuba, Argentina, passear e conhecer novas culturas, novos costumes… Roupas diferentes, pessoas diferentes, sorrisos diferentesVamos voltar para o Brasil e visitar todas as pessoas que um dia acreditaram no nosso amor. Vamos provar pra todo mundo que distância, tempo, dinheiro e o resto é exatamente isso, restoRealizar nossos sonhos não será mais a palavra certa, nós vamos é viver os nossos sonhos, do nosso jeitinho. Do jeitinho que sempre planejamos.
quarta-feira, 31 de agosto de 2011

…Se não era amor, era da mesma família.


                                                          



Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa. Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar, só não se sabe se vai ser antes ou depois de se chocar contra o solo. Eu bati a 200 km por hora e estou voltando á pé pra casa, avariada.
Eu sei, não precisa me dizer outra vez. Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos. Talvez este seja o ponto. Talvez eu não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu pátio, do meu quarto, das minhas bonecas. Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória,sem seqüelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara. Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.
Não era amor,era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros. Não era amor, eram dois celulares desligados. Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno. Não era amor, era sem medo.

NÃO ERA AMOR, ERA MELHOR”

Martha Medeiros

A vida é meio mágica.



"Porque aprendi, que a vida, apesar de bruta, é meio mágica. Dá sempre pra tirar um coelho da cartola. E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos. Sem me preocupar se a próxima etapa será o tombo ou o vôo."

CFA
domingo, 28 de agosto de 2011

...Passarinho quer voar.






"Vem e me nina, 
continuo tão menina… 
Toma meu pranto, me arruma um canto, 
pode ser no meio do teu encanto. 


Que encanta.
Vem e me canta,
pode até cantar mansinho,
sussurrar carinho. 
Só preciso ficar segura, 
sou pequena e não é só de altura. 
Preciso tanto de um amparo, 
ver tudo mais claro. 


Só você pra me ajudar…
Porque não vens me buscar?
Me esconde do mundo, 
me tira do meu próprio fundo. 


E faz o vazio menos frio. 
Pega minha vida e enfeita,
leva essa dor que me espreita.
Deixa que ela durma ao relento. 


Traz de volta meu alento. 
E me abraça devagarinho, 
até virar ninho, 
pro meu vôo se aninhar. 
Vem ser minha asa…
Passarinho quer voar."


PAULA ANDRADE

"Sabe quando alguém passa a ser tudo pra você e mesmo assim você sente que esse tudo não é o suficiente, que ela é bem mais que isso? Pois é, você é meu tudo ao quadrado." Fernando Engelberg




"Para os outros parece tão fácil. Já eu, me canso só de pensar em não ter você, ou estar com alguém diferente. Sim, de um jeito estranho e animalesco, como um macaco se comunicando através de gestos selvagens, mas que cansou de pular de galho em galho com medo de não haver tantos galhos assim, só estou aqui tentando dizer que te amo. Não apenas por preguiça ou porque é romântico dizer esse tipo de coisa, mas porque é a mais bruta verdade."

Gabito Nunes in Por que eu só faço com você