domingo, 9 de janeiro de 2011

Lua e Flor



Eu amava, como amava algum cantor, de qualquer clichê, de cabaré, de lua e flor... Eu  sonhava como a feia na vitrine, como carta que se assina em vão... Eu amava, como amava um sonhador, sem saber porquê, e amava ter no coração. A certeza ventilada de poesia, de que o dia, amanhece não... Eu amava, como amava um pescador, que se encanta mais com a rede que com o mar. Eu amava, como jamais poderia, se soubesse como te encontrar...
Osvaldo Montenegro


1 comentários:

Beta disse...

Adoro essa música

Postar um comentário

Faça um Blogueiro feliz, comente! rsrs ♥
Obrigado amores pelo carinho sempre constante.